sábado, 28 de julho de 2012

COMO RESISTIR AOS DOCES





Tá aí uma das perguntas que gostaríamos que existisse uma resposta mágica. Mas, sinto informar, não existe. E outra, não pense que não será sofrido, é por isso que a palavra "resistir" está na frase. Resistência nunca é fácil.
Estou falando sobre isso porque, depois do post que contei sobre o retorno com a nutri, tive uma surpresa: engordei! Mas pra isso sim existe fórmula, é a seguinte: afrouxar as rédeas + TPM + doces = gordura estocada. E foi exatamente isso que aconteceu, emocionada com o resultado, achando que podia me "recompensar", me soltei um pouco, comi umas coisas que tava com vontade e a balança (sempre ela!) foi implacável! Um quilo a mais para me mostrar quem é que manda.
Depois disso instaurei um UFC Combate aqui em casa. No ringue: Eu X Comida. A partir de então, decidi mostrar quem realmente é que manda nesta *@#$#*. O resultado do UFC até agora: um quilo a menos! Então, no mínimo o que ganhei já se foi. Vamos para o segundo round!
A partir dessa situação trágica e cômica, aprendi que a disciplina realmente precisa comandar tudo em nossa vida, se não tivermos disciplina nada vai funcionar, nem o mais simples programa de perda de gordura. Outra coisa que aprendi é que o açúcar e o carboidrato simples criam o círculo vicioso. Você já percebeu que depois que come algo assim sempre te dá vontade de comer mais? E se você sentiu o sabor açucarado no paladar, no dia seguinte sua dieta fica mais sem graça ainda e você quer "um pedacinho mais de chocolate"? Pois é, além de descobrir isso na pele, fiz algumas leituras e cheguei a triste conclusão de que é isso mesmo. Vamos explicar por quê: o açúcar aumenta os níveis de hormônios como a dopamina e a serotonina, o que causa uma momentânea sensação de bem estar, mas com a liberação da insulina, esse estado de excitação passa e a pessoa sente vontade de comer ainda mais açúcar. Isso já aconteceu com você?
A questão é que: pode ser difícil, mas é possível viver com o mínimo ou até nenhum tipo de açúcar refinado. É possível mudar os hábitos e aprender a dizer não com tranquilidade para essas coisas, mas só é possível se a gente parar de pensar em dieta como uma fase. Só é possível se realmente quisermos mudar nosso estilo de vida. Só é possível se pararmos de pensar em comida, em doces influenciados pela emoção, tratando-os como "recompensa".
Outra coisa que aprendi com isso tudo: Não sou cachorro para ser recompensado com comida! #ficaadica.


Um beijo grande.


Vamos em frente com: Determinação, foco, paciência!


Lane

3 comentários:

  1. Nossa gostaria de ter metade da força de vontade que você tem. Adorei seu blog

    ResponderExcluir
  2. Maravilha! Ótimas dicas Lane.

    ResponderExcluir